sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Não deixe que meu amor..

Senhor! Livrái-me!
Quem dera um dia meus pecados fossem perdoados
Se assim o merecessem...
Este meu amor a minha culpa
Tem me corroido e ofuscado minha fé
Ajuda-me a me livrar desta dor que guardo
A desarmar meu coração farpado
E permitir que algo possa fluir
Deste meu sangue maldito
que clama por escorrer e escorrer...
Há aqueles que nunca entenderão
Mas a máscara que criei não poderá permenecer

Que se quebrem todos os espelhos
Que a lâmina crave fundo no meu peito
Que o carrasco me mate como um qualquer
Mas imploro!
Não deixe que meu amor
Derrame uma lágrima sequer...

Ps:Achei por ae,não sei de fato quem o fez

2 comentários:

Bruna, Strambeck disse...

Vou te seguir! ^^

bjão, PARABENS!
Adorei o post do dia 2 de agosto

Neomaster CreatArt disse...

Mto obrigado pelo seus comentários